Elder's Scroll V: Skyrim

Diz-se a lenda daquele nascido com o sangue do Dragão e que viria para defender o reino e seu povo, tanto da guerra civil iminente, quanto do renascimento dos dragões que vieram para expurgar todos os seres vivos do reino.

De cara, percebemos que Skyrim é uma grande evolução em termos de gáficos e som, se comparado com seu antecessor, Oblivion. De cara, criamos nosso herói, podendo personalizar raça, sexo, classe de personagem, rosto, etc e somos informados que estamos indo para nossa execução por traição contra o Império.

Na hora H, surge um dragão, que ataca a cidade e todo mundo que está nela. Em fuga, recebemos o tutorial básico de controles, poderes, movimentos, etc, até a luta contra o dragão que, ao tombar, entrega sua alma ao seu personagem, sob o olhar de todos que espantados, recordam-se da lenda do Dragonborn.




A partir daí, as escolhas do jogo são inteiramente suas e irão ditar sua fama em um mundo em que até então o maior risco era a Guerra Civil entre o Império e os Stormcloaks.

O maior trunfo do jogo foi ter permitido ao jogador poder lutar contra um Dragão em quase pé de igualdade. Para isso, foram criados os Gritos que usam a voz do seu personagem para infligir uma série de danos ou efeitos nos adversários. Claro que ficar em campo aberto, parado, com seu arco e flecha será de pouca valia se o Dragão der uma razante com sua baforada de fogo ou gelo (sim, existem diversas espécies de dragão)porém, até mesmo um ladrão bem treinado pode se aproveitar da sua velocidade para derrubar um destes monstros.

A cada morte, uma alma de dragão vai para seu corpo e com ela, você pode ir liberando novos Gritos que são encontrados em diversos locais do mundo.

Skyrim é um dos melhores RPGs desta nova geração, porém ainda não contém os melhores gráficos por usar um engine antigo que foi aperfeiçoado, apresentando diversas falhas durante o jogo, chegando ao ponto de travamento. Segundo a Bethesda, diversos destes problemas já foram solucionados com as atualizações baixáveis na rede, mas ainda assim, de vez em quando o engine dá uma engasgada, especialmente na "inteligência artificial" de alguns personagens.

Ainda assim, é diversão garantida para todos os fãs de RPG e jogos de ação.
Elder's Scroll V: Skyrim Elder's Scroll V: Skyrim Reviewed by J.R. Dib on março 12, 2012 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.