Anatel quer criar um "Mercado Livre" para vender frequências pela internet

A fim de incentivar os pequenos provedores de acesso à Internet, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) revelou planos de criar o Comitê de Provedores Regionais para promover um diálogo mais frequente entre as empresas e estabelecer ações mais eficazes. Um dos primeiros passos talvez seja a criação de uma plataforma similar ao Mercado Livre, por onde seriam realizados vendas e leilões de pequenos lotes de frequência utilizando cartão de crédito. 

José Bicalho, superintendente de Planejamento Regulatório da agência, disse que o serviço “será como uma espécie de Mercado Livre, que tem o Mercado Pago, por exemplo, como uma das formas de pagamento”. A Anatel inclusive já teria realizado reuniões com diretores do site de leilões para entender sua dinâmica... [leia mais]

Comentários