Pequenos provedores usam OpenStack para enfrentar gigantes da nuvem na Europa

Quando o projeto OpenStack foi anunciado pela primeira vez, em 2010, um dos objetivos centrais da inciativa era encorajar o desenvolvimento de padrões abertos e interoperáveis de computação em nuvem. A ideia é que isso não só estimulasse a adoção de cloud no mundo, movendo toda a indústria para frente, mas que, de quebra, criasse uma alternativa para evitar uma ameaça que preocupa quase qualquer empresa: ficar presa a um único fornecedor privado de infraestrutura. 

Quatro pequenos fornecedores de serviços de nuvem (CSPs) europeus comprovaram recentemente esse potencial do OpenStack, unindo-se para bater de frente com grandes vendedores proprietários de cloud como Verizon, Accenture, ATOS, IBM e AWS em uma disputa pela renovação da infraestrutura de TI das 52 agências da União Europeia... [leia mais]

Comentários