Juiz que autorizou bloqueio do WhatsApp será investigado por abuso de poder

De acordo com o Conjur, a corregedora nacional de Justiça e ministra Nancy Andrighi instaurou nesta terça-feira (3) uma reclamação disciplinar contra Montalvão, que determinou o bloqueio da ferramenta na última segunda-feira (4). O objetivo da corregedoria é avaliar a conduta do juiz e se este extrapolou sua jurisdição ao dar a decisão que afetou os mais de 100 milhões de usuários do app no país. O juiz terá 15 dias para prestar informações ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 

Especialistas e entidades ligadas aos direitos do consumidor fizeram duras críticas à suspensão autorizada por Montalvão. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, Marcos da Costa, afirmou em artigo na ConJur que as autoridades brasileiras "parecem ter imensas dificuldades em compreender a importância da tecnologia nas nossas vidas"... [leia mais]

Comentários